CONHEÇA MAIS A RAÇA GUZERÁ

Home / Artigos Técnicos / CONHEÇA MAIS A RAÇA GUZERÁ

COMO SURGIU

As evidências arqueológicas comprovam que o Kankrej ou Guzerá é uma das raças mais antigas do mundo. Selos impressos com estampas da raça Guzerá em cerâmica e em terracota foram encontrados em sítios arqueológicos na Índia e Paquistão assim como em peças diversas nas regiões da antiga Assíria e Mesopotâmia.

 

O museu de Bagdá, no Iraque, apresenta muitas peças e artefatos de ouro com a imagem do touro Guzerá, exatamente como ele é hoje. Tudo indica que o Kankrej era personagem importante nas pelejas, nos transportes e nas caçadas da antiga Mesopotâmia. O Guzerá já habitava na Índia, desde 1.500 a.C. O hábitat do Guzerá é a região predesértica de kutch, em Gujarat, sequenciado ao norte pelo deserto de Thar e pelo deserto de Sind.

 

O SURGIMENTO NO BRASIL

O Guzerá foi a primeira raça zebuína a chegar ao Brasil, entre as que persistem. A raça foi trazida da Índia, na década de 1870, pelo Barão de Duas Barras, logo dominando a pecuária nos cafezais fluminenses. Surgia como solução para arrastar os pesados carroções e até vagões para transporte de café, nas íngremes montanhas, e também para produzir leite e carne. A raça Guzerá está espalhada por várias regiões mas é notória sua presença na região nordestina, onde foi a única raça que sobreviveu, produtivamente, durante os cinco anos consecutivos de seca (1978-1983), além de ter enfrentado também outras secas históricas (1945, 1952, etc). Isso ajudou ao fortalecimento da raça e era comum ouvir a frase: “quando um Guzerá cai para morrer, todos os demais gados já morreram”.

 

GUZERÁ UMA RAÇA IDEAL PARA QUALQUER CRUZAMENTO

A raça Guzerá também é muito criada no Rio de Janeiro – onde constituiu o primeiro núcleo de Zebu no país – em Minas Gerais, São Paulo e Goiás, e vem se expandindo para todas as regiões, com notáveis resultados, sendo considerado o gado ideal para todos os tipos de cruzamento, principalmente o cruzamento com o Nelore e Holandês, por exemplo, que gera animais rústicos, adaptados ao clima brasileiro, com precocidade e alta produtividade, tanto para leite, como para corte.

Diversas pesquisas comprovam que o Guzerá tem a melhor taxa de conversão alimentar, melhor custo benefício em habilidade materna e é considerado o investimento mais seguro, em se tratando de resistência às flutuações climáticas.

Se você se interessou pela raça Guzerá e quer saber mais, procure o Núcleo de Criadores de Guzerá da Bahia e Sergipe.

 

Contatos:

contato@guzerabase.com.br

presidencia@guzerabase.com.br

facebook.com/guzerabase

www.guzerabase.com.br

 

Tel.: 75 3223-0609

Rua Hanser Bahia, 53 – CASEB

CEP: 44.052-153 – Feira de Santana / Bahia